PUBLICIDADE
Topo

New York Times anuncia endereço para acesso anônimo via rede Tor

Cristina De Luca

27/10/2017 18h36

O News York Times anuncia hoje o lançamento do que diz ser uma maneira alternativa, e segura, de acesso ao seu site: como um Onion Service. Significa que qualquer pessoa com acesso à rede Tor pode agora  acessar o Times de forma anônima e provada, sem entregar nenhuma informação sobre o que está lendo a nenhuma ferramenta de rastreamento.

O endereço https://www.nytimes3xbfgragh.onion/ só é visível através dos túneis da rede, e do uso um software especial, como o Tor Browser.

De acordo com Runa Sandvik, atual Diretora de Segurança da Informação para o Times, o endereço pode vir a ser o método preferencial de acesso de muitos leitores, por diversos motivos. "Estarem tecnicamente impedidos de fazê-lo, em função de bloqueios. Estarem preocupados com o monitoramento online e com a sua privacidade na rede. Ou simplesmente por terem o hábito de navegar privilegiando o anonimato", comenta.

Segundo ela, o acesso 'Onion Service' ainda é experimental. O que significa que certos recursos, como logins e comentários, ainda não estão ativos. E devem permanecer assim até a próxima fase de implementação. "Nós estaremos aprimorando o desempenho do site, então pode haver interrupções ocasionais enquanto fazemos melhorias no serviço. Nosso objetivo é combinar os recursos atualmente disponíveis no principal site do New York Times, com o site acessível via Tor", explica.

O jornal não é o primeiro a oferecer aceso através da rede Tor. O Facebook e a ProPublica também já criaram ferramentas personalizadas para suportar suas implementações.

O serviço do Times é construído usando o Enterprise Onion Toolkit (EOTK), de código aberto, que automatiza grande parte do esforço de configuração e gerenciamento.

A navegação anônima é um conceito que se refere a utilização da Internet de modo que se escondam as informações que possam identificar um usuário e as suas atividades. Esse tipo de navegação pode ser feito através de servidores específicos, do uso de VPNs, e também através do uso de browsers específicos para essa funcionalidade, como o Tor. Para atingir o anonimato, esses programas enviam todas as informações através de uma série de roteadores ao redor de toda a rede, de modo a esconder a fonte e o receptor destes dados.

A principal vantagem está na possibilidade de burlar mecanismos de censura de países como China e Síria, por exemplo.

Sobre a autora

Cristina De Luca é jornalista especializada em ambiente de produção multiplataforma. É diretora da ION 89, startup de mídia com foco em transformação digital e disrupção. Foi diretora da área de conteúdo do portal Terra; editora-executiva da área de conteúdo da Globo.com; e editora-executiva da unidade de Novos Meios da Infoglobo, responsável pela criação e implantação do Globo Online. Foi colunista de tecnologia da Rádio CBN e editor-at-large das publicações do grupo IDG no Brasil. Master em Marketing pela PUC do Rio de Janeiro, é ganhadora do Prêmio Comunique-se em 2005, 2010 e 2014 na categoria Jornalista de Tecnologia.

Sobre o blog

Este blog, cujo nome faz referência à porta do protocolo Telnet, que é o protocolo de comunicação por texto sem criptografia, traz as informações mais relevantes sobre a economia digital.

Blog Porta 23