IPCA
0.13 Mai.2019
Topo
Blog Porta 23

Blog Porta 23

Marketing aumenta seus investimentos no gerenciamento de dados

Cristina De Luca

2015-01-20T19:09:46

15/01/2019 09h46

Com o aumento da Martech (especialmente em relação às ferramentas de automação do Marketing), muitos profissionais da área estão investindo mais em produtos de gerenciamento de dados.

Em dezembro de 2018, o Interactive Advertising Bureau (IAB) e o Winterberry Group estimaram que os profissionais de marketing dos EUA gastaram quase US$ 5 bilhões no ano em produtos de gerenciamento e integração de dados, um aumento de 25% em relação a 2017. Esses profissionais estão investindo em produtos como gerenciamento de relacionamento com clientes ( CRM), plataformas de gerenciamento de dados (DMPs), plataformas de dados de clientes (CDPs) e soluções de identidade, segundo publicação recente da eMarketer.

Os resultados do relatório  "The State os Data 2018"  baseiam-se em informações financeiras publicamente disponíveis sobre investimentos em produtos de dados, receitas de empresas fornecedoras de dados, bem como dezenas de entrevistas com profissionais de marketing e representantes de uma ampla variedade de prestadores de serviços e de tecnologia que operam no mercado americano. 

O mercado de dados de audiência nos EUA inclui gastos com dados licenciados de fornecedores terceirizados, bem como ofertas orientadas a serviços e tecnologia que suportam o uso de dados de público-alvo para fins de marketing e propaganda. Isso inclui dados comercialmente licenciáveis ​​e/ou segmentação de público e qualquer solução de terceiros que suporte a coleta, gerenciamento, segmentação, análise e implantação de dados de público-alvo. Não entram na conta os gastos relacionados a dados que apoiam pesquisas de mercado e gastos orientados a campanhas direcionadas.

Em outra pesquisa (realizada em outubro de 2018 com 145 profissionais de marketing em todo o mundo pela Ascend2), 56% dos entrevistados disseram que o gerenciamento de dados é difícil de implementar, comparado a outras tecnologias de marketing, como email marketing, pesquisa paga ou análise de marketing. Por isso, muitos profissionais preferem pagar terceiros para lidar com a tarefa.

Mas tem se tornado cada vez mais necessário. A expectativa dos analistas é a de que este ano os  profissionais de marketing possam dedicar mais tempo à combinação da criatividade com a gestão de dados, para uma abordagem mais equilibrada, que resulte em experiências visuais personalizadas e envolventes. Fala-se sobre isso há pelo menos 5 anos. Será que veremos o desejo se tornar realidade em 2019?

A ver.

Sobre a autora

Cristina De Luca é jornalista especializada em ambiente de produção multiplataforma. É diretora da ION 89, startup de mídia com foco em transformação digital e disrupção. Foi diretora da área de conteúdo do portal Terra; editora-executiva da área de conteúdo da Globo.com; e editora-executiva da unidade de Novos Meios da Infoglobo, responsável pela criação e implantação do Globo Online. Foi colunista de tecnologia da Rádio CBN e editor-at-large das publicações do grupo IDG no Brasil. Master em Marketing pela PUC do Rio de Janeiro, é ganhadora do Prêmio Comunique-se em 2005, 2010 e 2014 na categoria Jornalista de Tecnologia.

Sobre o blog

Este blog, cujo nome faz referência à porta do protocolo Telnet, que é o protocolo de comunicação por texto sem criptografia, traz as informações mais relevantes sobre a economia digital.